Que tipos de marijuana existem?

Se já pensou em comprar flores de CBD, provavelmente já reparou que existem milhares de variedades. Com tanta diversidade, é fácil perdermo-nos e não sabermos ao certo que tipos de marijuana existem ou qual é a mais adequada às nossas necessidades. Quer esteja a pensar na variedade de canábis que quer cultivar, quer queira comprá-la na sua loja local, é normal que se sinta sobrecarregado pelo grande número de possibilidades que tem à sua disposição. No post de hoje, vamos falar sobre os tipos de marijuana que existem e quais são as suas características. Todas as variedades da planta podem ser agrupadas em três categorias: sativa, indica e ruderalis. Para além destas três, também se fazem cruzamentos entre elas, obtendo-se os chamados híbridos, para fins específicos. Cada tipo de planta tem uma composição diferente, requer condições climáticas diferentes e cuidados diferentes durante o cultivo. É por isso que é útil compreender quais as características que as definem e como podemos tirar o máximo partido de cada variedade.

Cannabis sativa

Se já fez alguma pesquisa sobre os tipos de marijuana que existem, provavelmente já está familiarizado com a variedade sativa. Esta é a mais conhecida e popular de todas, além de ser a variedade mais consumida em todo o mundo. Cresce em zonas tropicais, com elevada humidade e temperaturas quentes, em climas principalmente típicos da América Latina ou da Ásia. Visualmente, é exatamente como costumamos imaginar a cannabis: folhas grandes, alongadas e finas. Além disso, podem crescer até 4 metros de altura. Pela mesma razão, não é recomendado para o cultivo em estufas ou em espaços muito reduzidos. Quanto aos seus efeitos, é normalmente definida como a variedade de marijuana mais energética, proporcionando uma grande sensação de euforia devido à sua elevada concentração de delta-9-tetrahidrocanabinol ou THC. Ajuda a aumentar a criatividade, pois não tem efeito narcótico, e é frequentemente associada à realização de actividades artísticas. As suas variedades mais conhecidas são: Chocolate Bud, Haze Berry, Green Crack, Tijuana, Diesel ou Amnesia Haze.

Cannabis indica

O segundo tipo de marijuana mais popular é a cannabis indica. Cresce em partes da Índia e do Paquistão, especialmente a temperaturas mais baixas do que a sativa. Precisam de luz solar e são resistentes à falta de água, pelo que são típicas de zonas mais secas e áridas. Devido às condições climáticas em que cresce, pode observar-se que o seu caule é mais largo, tal como as suas folhas, Isto permite-lhe obter uma maior quantidade de água apesar das secas. Além disso, as inflorescências concentram-se nos nós, o que lhe confere um aspeto ainda mais espesso. Tem um forte efeito narcótico e um efeito físico, pelo que relaxa o corpo e tem propriedades anticonvulsivas. É frequentemente utilizada para fins terapêuticos ou medicinais para aliviar as dores e dormir. As variedades de canábis índica mais populares são a Skittlez ou aOrange Kush.

Cannabis Ruderalis

Este tipo de marijuana cresce em zonas como a Sibéria, a Rússia e o Cazaquistão. É uma das variedades mais resistentes aos climas mais rigorosos, uma vez que necessita de poucas ou nenhumas horas de luz para atingir a floração. É a mais comummente utilizada para consumo legal, devido aos seus elevados níveis de CBD. É frequentemente utilizada em cosméticos e cremes devido aos grandes benefícios que pode trazer ao nosso organismo. É uma pequena planta que cresce naturalmente e em grande escala, e é frequentemente utilizada em hibridação devido às suas grandes propriedades. É geralmente utilizada para fins medicinais. Também são utilizadas para criar híbridos autoflorescentes. As suas variedades mais populares são a Walter White CGB, a Ruderalis Skunk ou a Moby Dick.

Canábis híbrida

Como já deve ter reparado, existe também um grande catálogo de variedades híbridas de canábis. As mais conhecidas são as obtidas a partir da Sativa e da Indica. Esta é a única cuja origem foi dada pelo ser humano. Estas hibridações são efectuadas com o objetivo de criar plantas mais resistentes, com melhores genes, com melhor rendimento e mais canabinóides. Dependendo da variedade, terá uma percentagem diferente de sativa e indica para obter efeitos diferentes.

Qual é a melhor variedade de canábis?

Agora que sabe que tipos de canábis existem, pode estar a perguntar-se qual é o melhor para si. Isto depende, naturalmente, do que procura e das suas necessidades. Por exemplo, se quiser começar a cultivar as suas próprias plantas de marijuana, não recomendamos que comece com sativas ou híbridas que tenham uma percentagem mais elevada de marijuana. Requerem condições de crescimento muito específicas e são melhor cultivadas com mais experiência. Neste caso, as variedades autoflorescentes são a melhor alternativa. Depende também do efeito que estamos a procurar. Como já viu, algumas variedades activam-nos, enquanto outras proporcionam uma sensação mais relaxante. Se procura uma que actue a nível físico e tenha um efeito calmante, a melhor opção é a indica ou as variedades em que predomina a indica. Por outro lado, se quiser um efeito mais energético e ativador, as variedades com uma percentagem mais elevada de sativa são a melhor opção. Como já referimos, favorece a criatividade e estimula o apetite. É preciso ter atenção a este último, pois tem frequentemente concentrações elevadas de THC e pode exceder os 0,2% permitidos para ser legal. Se quiseres comprar os diferentes tipos de marijuana que existem, na Natural Suit temos uma vasta gama de variedades de alta qualidade. Gostaria de experimentar as nossas flores ou extracções de CBD?

Partilhar
Poderá estar interessado em…
Curiosidades sobre a marijuana

Curiosidades da marijuana na antiguidade É a planta mais antiga que foi cultivada pelo homem, pelo menos tanto quanto sabemos. Foram encontrados vestígios arqueológicos que remontam a 6 000 a.C., onde foi visto em vasos de cerâmica….

Leia mais
Efeitos do CBD fumado

O CBD tem múltiplos benefícios para o nosso corpo e pode ser administrado de várias formas. Descubra aqui os efeitos do CBD fumado!

Leia mais