O cânhamo é o mesmo que a marijuana? Descubra aqui

Saber se o cânhamo é o mesmo que a marijuana pode ser difícil se estiver a começar. Embora partilhem certas características, têm também muitas outras características que as tornam diferentes.

Em princípio, ambas podem pertencer à mesma família, conhecida como cannabis sativa. No entanto, existem diferenças na forma como são cultivadas, na sua composição, nas suas utilizações e até na sua aparência. Quando acabar de ler este post, vai perceber o que os distingue.

Também analisaremos a sua legalidade e outros aspectos importantes que deve saber sobre cada tipo de planta.

Se tinha dúvidas e não sabia até agora como os distinguir, neste artigo verá todas as características que os tornam únicos.

Diferenças entre o cânhamo e a marijuana

Quando nos perguntamos se o cânhamo é o mesmo que a marijuana, temos de saber que há muitos factores que entram em jogo para determinar uma resposta adequada.

Tal como começámos o post, sim, ambas provêm da mesma variedade de plantas, ou seja, a cannabis sativa. No entanto, também têm muitas características que as distinguem e diferenciam umas das outras.

O objetivo para o qual são cultivadas é diferente, tal como a forma como são cultivadas. Além disso, poderá ficar surpreendido ao saber (ou talvez já saiba) que, embora a utilização e o cultivo de um tipo de planta seja legal em Espanha, o outro não o é.

Por isso, sem mais demoras, vamos analisar ponto por ponto a diferença entre eles para descobrir se o cânhamo e a marijuana são a mesma coisa.

Tipo de cultura

Comecemos por abordar a primeira parte da vida da planta, que é o tipo de cultivo que ambas requerem, uma vez que difere de uma para a outra.

Em primeiro lugar, no caso das plantações de cânhamo, poderemos encontrar uma maior densidade de plantas por cultura, uma vez que o seu crescimento é geralmente menos vertical e, por conseguinte, as suas raízes necessitam de menos espaço para crescer.

Por outro lado, quando se trata de plantas de marijuana, o oposto é verdadeiro. Para que se desenvolvam corretamente e explorem todo o seu potencial, devem ser cultivadas em vasos grandes ou com um maior espaçamento entre plantas.

Isto deve-se ao facto de as suas raízes se expandirem muito mais do que as do cânhamo e precisarem de espaço para crescer. Se não o fizermos, a fábrica será muito mais pequena do que poderia ser.

Outro aspeto interessante do cultivo de ambas as plantas é a polinização. No caso da marijuana, as plantas com características masculinas são evitadas para impedir a sua reprodução. No entanto, as sementes de cânhamo são um produto muito apreciado no mercado, pelo que a polinização não constitui um problema.

Aspeto da planta

Se pensarmos na forma como os dois tipos de plantas são cultivados, podemos descobrir que o cânhamo e a marijuana não são iguais em termos de aparência.

O cânhamo tende a ser alto e a crescer verticalmente. Por isso, tem muito poucos ramos e não costuma ter flores.

No entanto, a marijuana, dependendo da variedade, pode ser mais curta, mas ter mais flores e ramos. Também não devemos esquecer que há plantas de marijuana que atingem grandes alturas e são mais robustas. Como sempre, tudo depende do tipo de canábis de que estamos a falar.

Utilizações do cânhamo e da marijuana

Outra razão pela qual podemos dizer que o cânhamo não é o mesmo que a marijuana reside no facto de a forma como cada planta é utilizada. A finalidade atribuída a cada um deles é diferente, o que também afectou a sua aceitação e legalização (um ponto que também abordaremos mais adiante).

O cânhamo tem múltiplas utilizações. As mais conhecidas são as medicinais, cosméticas ou estéticas. Cada vez mais vemos cremes ou sabonetes com cânhamo nas suas composições, graças aos seus múltiplos benefícios para a saúde.

Além disso, o seu tronco e a sua casca são um excelente material para o fabrico de papel, enquanto os seus caules fornecem os componentes necessários para muitos produtos do sector têxtil. Também pode ser encontrado em suplementos nutricionais devido ao seu elevado teor oleico e vitamínico.

Na nossa loja, por exemplo, encontrará uma variedade de produtos feitos com CBD proveniente de culturas da mais alta qualidade. Estes proporcionam uma série de benefícios e efeitos, como o aumento do relaxamento, o aumento da criatividade e também ajudam nos problemas de insónia. Convidamo-lo a dar uma vista de olhos às nossas flores CBD e extracções CBD.

Quanto às utilizações da marijuana, estas concentraram-se principalmente nos aspectos recreativos e medicinais.

Composição e presença de THC

Um dos principais aspectos que muitas vezes diferenciam se o cânhamo e a marijuana são a mesma coisa é a presença de THC na sua composição. É o componente psicoativo cujos efeitos são geralmente atribuídos à marijuana.

O cânhamo tem um teor de THC inferior a 0,3 por cento, enquanto a marijuana tem normalmente um teor de THC superior a 0,3 por cento. No entanto, com o recente crescimento do CBD no mercado, é possível encontrar variedades com uma percentagem de THC muito mais baixa e um CBD mais elevado.

Efeitos

Para compreender as diferenças entre o cânhamo e a marijuana, temos de considerar os efeitos que ambos podem ter. Enquanto a marijuana está associada a um efeito energético e estimulante, o cânhamo é mais relaxante e ajuda à concentração. Mais uma vez, isto dependerá também da variedade em causa. A coisa mais importante a saber é que a marijuana pode ser psicoactiva e o cânhamo não.

Legalidade

A legalidade do cânhamo e da marijuana é outra parte importante para compreender o que os distingue. Embora a produção e a venda de produtos de cânhamo em Espanha sejam legais se os níveis de THC forem inferiores a 0,2%, o mesmo não acontece quando se trata de marijuana.

Estes são os principais conceitos para compreender porque é que o cânhamo e a marijuana não são a mesma coisa e o que os torna diferentes.

Não se esqueça de visitar a nossa loja online para encontrar as flores e extracções de CBD da melhor qualidade.

Partilhar
Poderá estar interessado em…
Receitas com CBD: as melhores receitas que pode encontrar

Naturalmente, as receitas com CBD são uma das melhores formas de o consumir. Desta forma, entrará mais facilmente na corrente sanguínea e notar-se-ão os seus efeitos muito mais cedo, para que possamos tirar o máximo partido de todos os seus benefícios. É muito mais fácil preparar um…

Leia mais